conexão

Rota da Baleia Franca

Rota da Baleia Franca
Em três mulheres que amam aventura, natureza, vida selvagem e fotografia, surgiu a expedição Rota da Baleia Franca, uma união entre uma operadora de turismo e uma fotógrafa documentarista para percorrer boa parte do litoral de Santa Catarina em busca dessas gigantes. 
Maria: fotógrafa documentarista
Karen: bióloga, educadora e condutora ambiental
Marina: bióloga, guia de turismo e condutora ambiental
Em busca de experiências novas, lugares lindos e de informações sobre as baleias, fomos rumo ao sul do Brasil, para mais uma aventura juntas!
Todos os anos, durante o período de junho a novembro, recebemos no litoral catarinense as Baleias Franca, que migram da região Antártica até a América do Sul, em busca de águas mais quentes e com menor incidência de predadores para terem seus filhotes e se reprooduzirem. 
Aqui no Brasil, encontramos a maior ocorrência da espécie no litoral centro-sul de Santa Catarina devido às grandes enseadas, que oferecem um ambiente mais protegido e seguro. É um animal de hábito costeiro, ou seja, fica muito próximo às praias, logo atrás da arrebentação das ondas, e por estarem no período de cuidado parental, amamentando seu filhote, costumam nadar bem devagar e ficar mais na superfície, o que facilita a observação por terra.
Assim, passamos por diversas cidades que ficam dentro da APA da Baleia Franca, uma área de proteção ambiental pensada justamente para conservação dessa espécie. Confira nossa rota:
FLORIANÓPOLIS
Iniciamos nossa expedição na Ilha da Magia, mais especificamente no sul da ilha. O melhor ponto da região para observar as baleias é o mirante do Morro das Pedras, seu acesso é fácil, e você pode chegar de carro. Mas se você faz o tipo mais aventureiro, existem diversas opções de trilhas com mirantes incríveis que possibilitam uma vista privilegiada.
GAROPABA
O lugar que escolhemos ficar em Garopaba foi a Ferrugem, uma praia maravilhosa, mas que além da sua beleza, tem dois pontos muito interessantes de serem explorados quando o assunto é ver baleias. O primeiro é um pontal que divide a Praia da Ferrugem e a Praia da Barra, onde é possível caminhar por ali e encontrar o visual perfeito para ver as baleias que estiverem passando por ali.
Outro ponto é a Trilha das Caranhas, que conecta a Praia da Ferrugem até a Praia do Ouvidor, uma caminhada encantadora que vai margeando do costão rochoso, com mirantes lindos, ótimos para descansar, fazer um lanche, contemplar a natureza e, claro, dar um check no mar em busca de borrifos e saltos das baleias.
IMBITUBA
A Praia do Rosa foi nosso ponto escolhido em Imbituba, isso porque, a praia conta com duas trilhas, uma no canto norte e outra no sul, onde subimos o morro e vamos margeando o costão durante praticamente todo trajeto, o que facilita muito a avistagem e acompanhamento do percurso das baleias. É importante ressaltar que Imbituba é a região de maior ocorrência das Francas no litoral catarinense, por isso, vale a pena explorar outras praias por ali também. Indicamos a Praia da Ribanceira, pois conta com uma enseada extensa e registra grandes números de baleias durante a temporada, já chegaram a ser avistadas mais de 30 baleias por ali em um único dia. Complemente seu passeio visitando o Museu Nacional da Baleia Franca que fica próximo a Praia da Ribanceira. 
Outro lugar que indicamos é a Praia de Itapirubá, onde fica localizado Centro Nacional de Conservação da Baleia Franca, que é aberto para visitação e tem o próprio mirante para avistar as baleias.  
LAGUNA
Nessa região, o Molhes da Praia da Barra é um lugar que você não pode deixar de conhecer, cercado por água, de um lado oceano e do outro, o canal que conecta  o Rio Tubarão ao mar. Um ponto positivo é que os molhes adentram o mar, o que pode facilitar o encontro com as baleias.
E mesmo se não conseguir encontra-las, você com certeza vai encontrar os famosos golfinhos nariz de garrafa que participam da pesca colaborativa com os pescadores de Laguna, sinalizando para eles o momento certo de jogar a tarrafa para pegar o cardume, dessa forma, os peixes que ficam para fora da tarrafa são facilmente predados pelos golfinhos. 
EXTRA: Gamboa e Guarda do Embaú
Essas são nossas dicas de lugares extras, pois elas não estão em nenhum dos municípios citados anteriormente, mas também fazem parte da APA da Baleia Franca! Essas duas praias são mágicas e, se tiver um tempinho sobrando, vale incluir no roteiro! A Gamboa tem o mirante da baleia, um ponto de observação muito bom para os avistamentos, além de restaurantes típicos à beira-mar. Já a Guarda do embaú é muito procurada por suas trilhas, mirantes, e chama atenção pelo encontro do rio com o mar formando uma paisagem única! O centrinho é super aconchegante, e nas suas encostas a chance de encontrar uma baleia é grande! 
Ver baleias não é uma missão fácil, requer muito tempo, paciência,  isponibilidade de energia e atenção, por isso é importante que você esteja o mais confortável possível. Ao chegar nesses lugares indicados acima, recomendamos que você tenha alguns itens que nós utilizamos e fizeram uma grande diferença na nossa experiência.
Binóculo: elas ficam bem perto da costa, mas dependendo da situação, elas podem estar a mais de 500 metros de distância, por isso, leve equipamentos que te facilite a observação.
Cadeira, mesa, rede: como essa é uma atividade que demanda tempo, indicamos que você esteja sempre confortável, por isso, tenha itens de descanso e conforto como a Cadeira Kambeba. Se seu spot de avistamento tiver árvores ou estrutura, recomendamos a Rede Premium Ultra, que é leve e prática para se levar na trilha.
Comida e água: se prepare com a parte da alimentação, pois com fome ou sede, você não conseguirá curtir muito tempo com as gigantes, por isso, indicamos alimentos práticos, nutritivos e que não estragam com o calor como: sanduíche, ovos cozidos, nuts, barrinhas de cereal, e água o suficiente (a depender do tempo que ficará em campo).
Protetor solar, boné/chapéu e camiseta com proteção U.V: a maior parte dos pontos de avistamento são em lugares abertos e sem sombra, por isso, não deixe de se proteger e leve protetor solar e itens que protejam seu rosto e seu corpo.
Celular, câmera ou drone: a melhor parte da aventura é fazer os registros dessas maravilhas da natureza, as baleias, os maiores animais do mundo. Por isso, leve todos os equipamentos necessários para registrar esse momento único! Lembrando que a experiência com o drone é muito incrível, pois você consegue ver a baleia perfeitamente e observar todos os seus movimentos. Mas é muito importante você respeitar os animais, mantendo uma distância segura.
Para saber onde as baleias estão e ajudar outras pessoas a encontrarem as que vocês viu, acesse o site do Instituto Australis na aba “onde tem baleia?”, no link abaixo, fique por dentro e faça o registro dos seus avistamentos!
http://baleiafranca.org.br/avistagens/
 
Para mais relatos, informações e conteúdo outdoor, nos acompanhe nas redes:

Continuar lendo

Comida na trilha: como se alimentar bem e aproveitar ao máximo sua aventura no camping
Um amor que te faz subir montanhas - Cadeira de rodas apropriada para prática de montanhismo entre cadeirantes

Deixar comentário

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.